03 argumentos que você não deveria usar no seu recurso de multa

Petit chapeau de lübeck
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Normalmente quando uma pessoa busca a minha ajuda para recorrer de uma multa de trânsito ou até mesmo de um Processo de Suspensão do Direito de Dirigir, essa pessoa havia recorrido primeiramente por conta própria.

Sendo que, antes de recorrer a multa ou o processo, analiso toda a documentação e uma delas é o recurso que o cliente havia elaborado sozinho.

Ao verificar a defesa do cliente, percebo que muitos haviam inseridos em seus recursos esses 3 argumentos que você não deveria usar, vejamos:

  1. Nunca estive naquele local: esse é um dos principais argumentos que não devem ser utilizados, pois pouco importa onde você estava no dia da multa, mas sim o seu veículo, devendo comprovar mediante documentos que o veículo encontrava-se em outro local, por exemplo: ticket do estacionamento pago.
  2. Que é um bom condutor: quando recorremos devemos fazer uso de argumentos técnicos e demonstrar onde estão os erros, por exemplos, a falta de preenchimento obrigatório no auto de infração, sendo que o fato de você ter um bom histórico de infrações, não irá ajudá-lo com a multa.
  3. Não foi abordado: o primeiro passo é verificar qual seria a infração de trânsito, pois em muitos casos não há necessidade de abordagem policial, por exemplo, dirigir o veículo manuseando o celular, sendo que o agente de trânsito deverá descrever o motivo que impossibilitou a abordagem para cessar aquele delito de trânsito.

Assim, é importante que você evite os 3 argumentos acima caso você queira aumentar as suas chances de evitar a punição de uma multa que não concorda.

Gostou? Deixe o seu comentário.

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *