WeCreativez WhatsApp Support
Dr. Guilherme
Olá, como posso te ajudar?

03 armas poderosas para o seu Recurso de Multa

03 armas poderosas para o seu Recurso de Multa
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Desde a época que fui funcionário do DETRAN percebi que grande parte das pessoas não sabiam como elaborar um recurso de multa corretamente, ou melhor, sequer sabiam quais argumentos utilizar e quais documentos anexar.

Ao longo desse tempo procurei analisar quais eram as principais dificuldades que as pessoas enfrentavam ao recorrer de uma multa de trânsito que não concordavam.

E foi com base nessas dificuldades que resolvi demonstrar através desse artigo três armas poderosas para o seu recurso de multa ser aceito e você conseguir anular aquela multa que você não concorda.

Sempre que alguma pessoa buscava o setor de multa do DETRAN, e desejava recorrer uma multa de trânsito, percebia que estavam com aquele sentimento de injustiça e desabafavam tudo naquele formulário de recurso.

Com base nisso, a primeiro arma para o seu recurso de multa é: Recorra com razão e não com emoção.

A pessoa que irá receber o seu recurso de multa não levará em consideração o fato de você ter usado o celular para uma chamada urgente ou se você é um condutor exemplar, mas sim se os seus argumentos demonstraram que o Auto de Infração foi preenchido incorretamente pelo Agente de Trânsito.

Posto isso, nos levará para a segunda arma para o seu recurso de multa: Recorra com estratégia.

Antes de pensar em recorrer a sua multa, solicite toda a documentação necessária do órgão de trânsito responsável, por exemplo, se a multa é da Prefeitura da sua Cidade, então vá pessoalmente e solicite o Auto de Infração, pois através dele você saberá se faltou alguma informação obrigatória ou se há alguma rasura.

Assim, você apontará na defesa estrategicamente os motivos legais da multa ser incorreta.

Munido dessas duas armas, prosseguimos para a terceira: Atenção aos pequenos detalhes.

Muitas vezes as defesas foram elaboradas de forma técnica, porém quando analisei a documentação, percebi haviam cometido um erro básico: esqueceram a cópia da CNH ou fizeram uso de uma assinatura que não era idêntica ao documento de identidade.

Esse pequeno erro custou muito caro, pois o recurso ou até mesmo a transferência dos pontos eram negados pela falta de documentação obrigatória.

Dessa forma, com base na experiência prática que obtive nos anos que trabalhei no DETRAN, pude perceber que muitas pessoas desconhecem como realmente recorrer de uma multa, o que certamente as três armas acima ajudarão você.

Ainda, caso você ainda tenha dúvidas sobre uma determinada multa e precise de ajuda, então aconselho buscar o auxílio de um profissional especialista em trânsito para estudar o seu caso com calma e traçar uma estratégia.

Gostou do artigo? Deixe o seu comentário abaixo.

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *