As novas regras de trânsito já estão valendo

novas regras de trânsito
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Desde 2019, algumas mudanças no Código de Trânsito Brasileiro tramitam no Congresso Nacional. No entanto, apenas em 2020 essa nova adaptação começou a ganhar forma.

Vigentes a partir de 12 de abril de 2021, as cinquenta e sete alterações passaram a afetar diretamente a vida dos motoristas que vivem em território nacional. E, claro, é primordial estar informado a respeito para seguir em conformidade.

Acompanhe o artigo para saber quais as principais mudanças e desvende tudo o que está relacionado com esta nova legislação. Entenda:

Quando as novas leis entram em vigor?

O Projeto de Lei (PL) 14.071/20 foi sancionado em outubro de 2020 e passou a valer a partir do dia 12 de abril de 2021. Assim, ele assume o lugar das leis que estavam no Código de Trânsito Brasileiro desde 1996, realizando uma verdadeira transformação neste regulamento.

Com isso, nota-se que algumas regras já existentes ficaram mais brandas e, em contrapartida, outras se tornaram ainda ficaram mais inflexíveis. Portanto, é fundamental compreender essas mudanças a fundo.

Quais são as novas regras?

Quer compreender tudo o que mudou com nova legislação? Entenda abaixo:

Porte de documento

Essa nova alteração implica em definir a CNH como documento oficial. Contudo, o porte físico deste item se torna dispensável, caso o motorista tenha feito cadastro de sua carteira digital.

Pontuação na carteira

Cada infração tem validade de doze meses. Sendo assim, a carteira será suspensa para quem alcançar:

– Vinte pontos: caso haja duas infrações gravíssimas no período de um ano;

– Trinta pontos: caso o motorista tenha uma infração considerada gravíssima;

– Quarenta pontos: caso não conte nenhuma infração gravíssima no período;

Além disso, aqueles que exercem atividade remunerada podem cometer infrações de qualquer gravidade, até atingir o limite de quarenta pontos em um ano. Logo, esteja atento a este fator.

Validade

Se a sua carteira de motorista perde a validade depois de abril e você possui cinquenta anos ou mais fique atento. De acordo com a sua idade, a renovação irá ocorrer em um período diferente. Sendo:

– Até cinquenta anos: renovar a cada dez anos;

– Entre cinquenta e setenta anos: renovar a cada cinco anos;

– Com mais de setenta anos: renovar a cada três anos.

Vale lembrar que, atualmente, motoristas com menos de sessenta e cinco anos precisavam fazer a renovação a cada cinco anos e idosos com mais de sessenta e cinco anos, a cada três. Portanto, isso também mudou.

Multas

Será obrigatório que multas leves e médias sejam convertidas em advertência para motoristas que não tenham cometido nenhuma infração no período de um ano.

Caso isso ocorra, o prazo para recorrer a e indicar o verdadeiro condutor do veículo muda de quinze para trinta dias. Além disso, a defesa prévia poderá ser feita online e de forma mais facilitada.

No mais, é importante considerar que outras irregularidades também obtiveram a penalização modificada. Sendo elas:

– Farol aceso em rodovias federais:

A partir de abril, os motoristas que forem pegos dirigindo sem o farol aceso sob a chuva, neblina e cerração serão multados. Isso serve, inclusive, para as rodovias federais, na área urbana ou dentro de túneis quando a pista for de via simples. E, claro, também se aplica aos períodos diurnos.

– Cadeirinha:

Antes de abril, os motoristas eram obrigados a levar as crianças na cadeirinha de transporte até os sete anos de idade. Com a nova mudança, se torna obrigatório até os dez anos ou para os que ainda não atingiram a altura de um 1,45 m.

– Boa conduta:

Para os condutores que não cometeram nenhuma infração de trânsito, haverá vantagem a partir de abril. Eles serão cadastrados no Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC) e isso acarretará em benefícios fiscais e tarifários.

Ainda tem dúvidas?

Estas foram as principais alterações que a nova legislação trouxe para o trânsito brasileiro. Se quiser conhecê-las mais a fundo, o Detran disponibilizou um e-book com todas as informações que você precisa saber.

Além disso, nós também estamos à disposição para sanar toda e qualquer questão que você possua. Entre em contato e busque um advogado especialista no assunto. Estamos te esperando!

Você também poderá gostar das informações abaixo:

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *