WeCreativez WhatsApp Support
Dr. Guilherme
Olá, como posso te ajudar?

Se você não souber disso, vai perder a sua CNH provisória

light-trails-on-highway-at-night-315938
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Você acaba de completar 18 anos e resolve se matricular numa autoescola em busca da tão sonhada Carteira Nacional de Habilitação para poder dirigir e ir aonde quiser.

Mas antes de sair por aí dirigindo é preciso conhecer alguns detalhes que poderão salvar a sua CNH provisória e evitar que esse sonho se torne um pesadelo.

Quando você ainda está na permissão para dirigir

Como a sua CNH é Provisória deverá tomar alguns cuidados para evitar grandes dores de cabeça, já que caso pontue uma infração grave ou gravíssima, por exemplo, será cancelada a sua permissão para dirigir, tendo de fazer a autoescola de novo, gerando grande gastos de dinheiro e tempo!

Recebi uma multa grave/gravíssima e agora?

Nossa orientação nesse caso é começar a recorrer desde o momento que recebe a notificação em sua casa ou fica sabendo da multa de trânsito.

Como funciona o procedimento para recorrer a multa e salvar a minha CNH?

No processo existem 3 chances para se defender.

Se ganhar a defesa no processo de multa, você ficará livre da pontuação e, consequentemente, poderá renovar normalmente para a CNH permanente.

Se todos os recursos forem indeferidos, a multa passa a gerar seus efeitos e a penalidade de multa fica obrigatória e você precisará pagá-la, bem como ter sua CNH permissionária cancelada!

Durante todo o tempo, enquanto não for julgado o recurso de multa sua CNH ficará normal e você poderá dirigir normalmente.

Mas, ao longo de todos esses anos atuando somente com recursos de multa e ajudando vários clientes a não ter sua CNH cancelada, pude constatar que há apenas uma forma de evitar esse enorme problema: através de um profissional especialista em trânsito.

Portanto, você tem 3 alternativas:

1) Não recorrer, gastar com autoescola e fazer tudo de novo.
2) Recorrer por conta própria. Suas chances são menores, pois não possui conhecimento técnico. Possivelmente desistirá no meio do caminho e os problemas irão piorar.
3) Contratar os serviços de um profissional especialista na área, que cuidará de todo o processo e burocracia e te deixando tranquilo, pois estará defendendo os seus direitos de forma técnica.

Qual dessas alternativas te interessa mais?

Caso tenha surgido dúvidas acerca do conteúdo informativo, deixe o seu comentário abaixo que será um prazer ajudar.

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *